terça-feira, 19 de julho de 2016

Schloss Hohenzollern - Baden Württemberg - Roteiro Alemanha 2016

Dando sequência ao Roteiro Alemanha 2016, visitamos um dos mais importante e histórico castelo da Alemanha localizado no Dorf de Wessingen pertencente à cidade de Hechingen - Schloss Hohenzollern. Estivemos no castelo no dia 20 de maio de 2016.
Nós vamos relembrar um pouco desta história, já postada no Blog. Na época foi consequência de uma conversa sobre a arquitetura e História da Alemanha com um amigo que nasceu e reside no sul da Baviera. Este nos falou que o Castelo de Hohenzollern, que foi a residência da família ancestral dos primeiros imperadores alemães e está situado no estado alemão - Baden Württemberg na cidade de Hechingen. Nesta visita vimos registros no local, de todos estes primeiros imperadores do país, formado no ano de 1871.
Na época não compreendíamos e buscamos respostas e entendimento do por que este castelo teve ligação com a coroa alemã e se encontrava, praticamente no sul do país e não na capital prussiana - Berlin.



Um pouco de sua História
A localidade situada logo à base da montanha onde está o castelo de Hohenzollern é Wessingen 
Sua localização está há aproximadamente 50 Km de Stuttgart sobre a montanha Hohenzollern (altitude de 855 metros acima do nível do mar) e é uma das referências históricas da Alemanha. Do alto desta montanha, tínhamos uma visão de toda a região em torno desta.

A primeira tipologia do castelo surgiu na idade média - construída no início do século XI. Foram três castelos, ao longo de sua história, construídos no mesmo local.
Lado oeste do  castelo de Hohenzollern
Na época que a família Hohenzollern foi dividida em dinastias, o castelo permaneceu com o ramo da família Suábia, os patriarcas do ramo da Francônia/Brandenburg
O primeiro castelo medieval - Família Hohenzollern - foi mencionado pela primeira vez em 1267, mesmo que haja indícios de sua  existência  já no século XI, como já mencionado. Este foi completamente destruído, após um conflito e um cerco de 10 meses feito pelas cidades imperiais da Suábia. Isto ocorreu no ano de 1423. Do primeiro castelo, só há registro escritos.
O segundo castelo de Hohenzollern foi reconstruído maior e mais resistente, entre os anos de 1454 e 1461 e foi o refúgio para os católicos da Suábia durantes as guerras, até mesmo  durante a Guerra de Trinta Anos, quando foi capturado por tropas de Württemberg, em 1634. 

Após a Guerra dos Trinta Anos, o castelo ficou sob o domínio dos Habsburg por 100 anos - Família nobre européia que exerceu grande poder na Europa entre os séculos XIII e XX. A Imperatriz Leopoldina do Brasil pertenceu a esta família.

Leitura complementar - Clicar sobreIndependência do Brasil
Domínio dos Habsburg - 1780
O Castelo de Hohenzollern após a Guerra de 30 Anos - Gravura de 1815.
Durante a Guerra de Sucessão Austríaca - 1740 até 1748, o castelo foi ocupado por soldados franceses durante o inverno de 1744 e 1745. 
Após a guerra, final do século XVIII, o castelo retornou para os Habsburgos, mas muito raramente foi ocupado. Quando o último proprietário austríaco deixou o castelo, em 1798,começou a cair em ruínas. O castelo ficou decadente - perdeu sua importância estratégica e não foi mais usado. Além de ficar em ruínas, vários setores foram demolidos. Apenas a capela, desta época permaneceu até os dias atuais.

Friedrich Wilhelm IV
O terceiro castelo e atual, foi reconstruído pelo rei Friedrich Wilheim IV da Prússia entre os anos de 1846 e 1867. Durante uma viagem que fazia até a Itália, no ano de 1819, ao passar pela região do castelo, quis conhecer o castelo ancestral de sua família, indo até o pico Hohenzollern. Ao ver o local e região, resolveu reconstruir o castelo. 
Quem coordenou as obras foi o arquiteto de Berlin -Sr. Friedrich August Stüler, nomeado arquiteto do rei em 1842. O castelo foi construído no estilo neogótico e foi inspirado na arquitetura gótica inglesa em especial o Châteux do Vale do Loire. Sua entrada monumental é obra do Engenheiro Karl Ernst von Prittwitz, um dos melhores da Prússia. As esculturas do pátio e do interior do castelo são obras de Gustav Willgohs


Friedrich Wilhelm IV e sua Esposa Elisabeth Ludovica da Baviera (Prima irmã da Princesa  Sissi)
É curioso como a Família real prussiana, neste período, tinha poder e membros de sua família com cabeças coroadas no reinos da Europa.

Observem...

A partir da rainha prussiana, a Consorte Elisabeth, esposa de Friedrich Wilhelm IV, que nasceu em Munique, filha do Rei Maximiliano I da Baviera e da Rainha Friederike Wilhelmine Karoline Margravina de Baden, que era irmã gêmea idêntica da Rainha Amalie da Saxônia, esposa de D. João I da Saxônia. Também era irmã da Arquiduquesa Sofia da Áustria e do Imperador Maximiliano do México. Também era irmã de Ludovica da Baviera, mãe da esposa de Franz Josef, Sissi - Imperatriz Elisabeth da Áustria que era afilhada e xará de Elisabeth da Prussia, conhecida dentro da família de Elise. Estas ramificações iam muito mais longe, como a Imperatriz Leopoldina do Brasil e em outros reinos distantes. Só para se ter conhecimento do tamanho do poder da família que reconstruiu o castelo de Hohenzollern.
Continuando...
Herr Friedrich August Stüler
O arquiteto procurou inserir no projeto do castelo, os ideais medievais a partir do romantismo alemão, movimento que buscava a idealização de como era um castelo de um cavaleiro medieval deveria ser. Por isto, tem muita semelhança com o Castelo de Neuschwanstein da Baviera. Também, alguns afirmam, que serviu para ilustrar e exibir a imponência e importância da família real da Prússia, com a reconstrução do castelo ancestral da família  tão ricamente decorado. 
A construção iniciou em  1850 e foi totalmente custeado pelo Brandenburgo -prussiano e pelos Hohenzollern-Sigmaringen - linhas da família Hohenzollern. Após 17 anos a construção foi concluída sua obra - em 3 de setembro de 1867. 

Leitura Complementar - Clicar sobre:
 Prússia e Alemanha - Ecos no Vale do Itajaí



Rei  Friedrich  
 Após concluído, tornou-se um memorial da família. Nenhum membro da família em especial residiram nele. Até que, em 1945 tornou-se a residência do ex - principe Wilhelm da Alemanha, filho do Rei Wilhelm II, que foi sepultado, junto com sua esposa Cecilie, no castelo. Nos meses finais da 2° Guerra Mundial - Brandemburg foi ocupado pela Rússia e a família imperial fugiu de Potsdam.
Desde 1952, são guardados no castelo, obras de arte e artefatos históricos, como a Coroa de Wilhelm II, objetos pessoais do rei Frederico - o Grande, uma carta do Presidente dos USA - George Washington agradecendo  ao Barão von Steuben por seu serviço na Guerra da Revolução Americana. De 1952 até 1991, os caixões de Frederico Wilhelm I e Frederico - O Grande estavam na capela. após a reunificação das Alemanha, em 1991, os caixões foram levados de volta para Potsdam.
No dia 3 de setembro de 1978, o castelo foi fechado, após sofrer danos devido a um terremoto na região. Ficaram 15 pessoas feridas. 
Castelo de Hohenzollern ainda é propriedade privada - Dois terços do castelo pertence à linha de Bradenburg-prussiana do Hohenzollern - Herdeiro Georg Friedrich - Príncipe da Prússia e um terço pertence à linha Suábia da família - Herdeiro  é Karl Friedrich- Príncipe de Hohenzollern. 
Desde 1954, o castelo também tem sido usado pela Princesa Kira da Prússia, como acampamento de verão para crianças carentes de Berlin. Anualmente recebe mais de 300 mil visitantes, considerado um dos castelos mais visitados do país.
Nós passamos o dia no Castelo de Hohenzollern. Em um primeiro momento participamos de uma visita guiada pelos aposentos  que não tem acesso livre ao visitante. Neste momento, também não pudemos fazer fotografias. Isto porque, o castelo ainda pertence à família e possui ambientes privados. 


Vídeo

vídeo, na sequência, apresenta os ambientes que vistamos, parte privada, no entanto, não pudemos fotografar.
Recomendamos assistir.

Apresentamos as fotografias...

Caminho de acesso
As imagens comunicam...

A cada novo ângulo, ou curva, surgia uma nova fotografia - quase impossível conseguir parar de fazer os registros. Selecionamos as melhores, que comunicam um pouco a experiência e sua intensidade, ao andarmos livremente neste grande "mirante' histórico.
Esta é uma das visões que temos quando estamos chegando ao local

Sua ponte elevadiça
Teto - Arcos botantes cruzador - material - pedra




 
 





Antes da visita guiada

Local do Almoço

 




Sentinelas sobre a platibanda que está sob um dos portões

















Detalhes de um canhão do pátio...






Capela...






















 Crianças são guiados pelo "Principe e Princesa" que contam as Histórias do castelo.








 Uma das portas do Castelo

























Outra porta e seus detalhes...



Balaustra de pedra granítica - motivos góticos






 Detalhes do canhão do pátio




































Subsolo, fundações do castelo. Alguns historiadores afirmam que a execução das fundações de um palácio como o Hohenzollern pode levar o mesmo tempo de obra que o da construção do castelo de superfície.Também encontramos a masmorra neste nível.




















 Pratarias e jogos de jantares - ainda usado pela família em jantares...





Escada interna






Um dos inúmeros portão que dão acessos a um dos diversos níveis do Schloss



Resquícos de uma dos castelos mais antigos - sua muralha.
Atualmente sem função e incompleta


Altura de um dos balcão de um dos níveis







"Ancestrais" mirando a centenária paisagem









Saída do Castelo até a ponte elevadiça por onde entravam os carros tracionados a animais e cavaleiros.
Dá para "ouvir" o barulho dos cascos e o eco das vozes de outros tempos

Saída do Castelo até a ponte elevadiça por onde entravam os carros tracionados a animais e cavaleiros.
Dá para "ouvir" o barulho dos cascos e o eco das vozes de outros tempos

Olhando para trás...




Arquitetura nos detalhes - "encaixe " da porta


A forma da rampa -interior habitável



As cores do brasão da família feito com flores - preto e branco




Caminho de acesso - pedestre - floresta de tílias






Bancos do caminho




Até as flores do mato são mais bonitas...

 Vista da estrada




Uma viagem na História e no tempo.

Quantos descendentes de prussianos existem no Vale do Itajaí? Muitos...
Seus antepassados vieram para a região muito antes de existir a Alemanha e suas raízes se encontram neste reinado. 






















Para ler mais sobre - Roteiro Alemanha 2016
Escolher um título e clicar sobre:
Leituras Complementares

  1. Momentos do Musikwoche Kiefersfelden - Rosenheim
  2. O Som do órgão da Igreja St. Jacob de Miltenberg
  3. Momentos em Miltenberg e um pouco sobre esta cidade
  4. Erlenbach - Conhecendo Spiel Boule - Roteiro Alemanha
  5. Momentos em Berchtesgaden - Roteiro Alemanha 2016
  6. Momentos da Frühlingsfest - Großkarolinenfeld
  7. Momentos em Neuendettelsau 1 - Kirche St. Nikolai 
  8. Momentos em München - Roteiro Alemanha 2016
  9. Momentos em Neuendettelsau 2 - Fränkische Freilandmuseum Bad Windsheim - Roteiro Alemanha 2016
  10. Momentos em Neuendettelsau 3 - Mission Eine Welt - Roteiro Alemanha 2016
  11. Enxaimel e História em Dinkelsbühl - Roteiro Alemanha 2016
  12. Dinkelsbühl - Site
  13. "Restauro" de um Enxaimel - Museu Kinderzeche Dinkelsbühl - "Kinderzeche" - Zeughaus
  14. Restauro Enxaimel - Fachwerk - Iphofen - Unterfrankem Baviera - Roteiro Alemanha 2016
  15. Siegsdorf e Inzell - Pelos caminhos da Alemanha - Roteiro Alemanha 2016
  16. Igreja Sankt Peter - Müchen - Roteiro Alemanha - 2016
  17. Neues Rathaus München - Roteiro Alemanha 2016
  18. Hofbräuhaus - München - Roteiro Alemanha 2016
  19. Estátua Bavária - Roteiro Alemanha 2016
  20. Montanha Watzmann - Lenda da Família real - Berchtesgaden - Roteiro Alemanha 2016
  21. Análise de uma tipologia enxaimel do século XIV - Alemanha - Roteiro Alemanha 2016
  22. Stuttgart - Roteiro Alemanha 2016
  23. Schlossplatz Stuttgart - Roteiro Alemanha 2016
  24. Königstrasse - Stuttgart - Roteiro Alemanha 2016
  25. Höhenpark Killesberg - Stuttgart - Roteiro Alemanha 2016
  26. Schloss Hohenzollern - Baden Württemberg - Roteiro Alemanha 2016
  27. Limes - Lorch - Roteiro Alemanha 2016
  28. Kloster Lorch - Roteiro Alemanha 2016
  29. Fachwerk - enxaimel - em Schorndorf - Baden - Württemberg - Roteiro Alemanha 2016
  30. Winterbach im Remstal - A terra dos antepassados - Roteiro Alemanha 2016
  31. Kirchheim unter Teck - A terra dos antepassados - Roteiro Alemanha 2016




























Nenhum comentário:

Postar um comentário