terça-feira, 31 de março de 2015

Heinrich Hosang – Primeiro Cervejeiro de Blumenau


Atualmente, entre outras coisas – Blumenau é conhecida pela arte artesanal dos cervejeiros – consolidada no grande evento - Festival Brasileiro da Cerveja, no qual se reúnem os maiores cervejeiros do país e fora dele. Em torno desta tradição, também foi criado o curso superior para formar o Mestre Cervejeiro.
A História dos cervejeiros em Blumenau, é muito antiga. Quase tão antiga quanto a história da cidade, a partir de seu primeiro núcleo urbano. O tempo da Schützenverein, da Frohsinn, da Gemütlichkelt, dos Encontros de Corais, dos torneios de canto e dos Torneios de Skat que aconteciam regadas com uma boa cerveja artesanal. A bebida faz parte da cultura destes imigrantes alemães e acompanhava os momentos de atividades sociais da Colônia Blumenau
Stammtisch na frente do Schützenverein (Clube de Caça e Tiro)  Blumenau - Atual Tabajara - Cerveja sobre a mesa
Um gravura de um Stammtisch - na
Alemanha em 1519
Blumenau colonia tinha muitos desafios a serem vencidos de ordem primária a partir de privações básicas originadas pela ausência de infra estrutura básica e diante de uma cidade inteira para se construir. Isto não foi impedimento para a manutenção da convivência social através das inúmeras práticas esportivas, culturais e o brinde com uma boa cerveja artesanal.
“Vivem, apenas na nossa recordação, as reuniões sociais, os bailes onde a cerveja crioula imperava em cada mesa, farta e barata, sobre os balcões dos bares, iluminando o geral contentamento, que se traduzia em cantos e vivas, de mistura com as polcas e valsas da orquestra de sopro, entre as quais sobressaiam as que tinham por mestres o Lindner, o Rüdge e o singular August Werner, cujo piston, assoprado por possantes bochechas faziam estremecer as vigas dos salões, cobertas de bandeirinhas de papel de seda multicor.” José Ferreira da Silva – 1960
A primeira cervejaria de Blumenau
Acervo do Museu dos Clubes de Caça e Tiro - Bairro Itoupavazinha - Blumenau SC


Antiga fábrica de cerveja na Alemanha
Foi natural, que entre tantas práticas culturais, os primeiros colonos alemães trouxessem em suas bagagens a arte de preparar a cerveja. Na Alemanha, muito mais que tradição – quase um culto natural. 
Em 29 de março de 1858, um conterrâneo do fundador da Colônia Blumenau - Hermann Blumenau, chegou a Colônia Blumenau  - Heinrich Hosang. Hosang nasceu no dia 28 de março de 1828 no Condado de Brunswick. Na época o Heinrich  Peter Andreas Hosang tinha 30 anos de idade e comprou um lote colonial às margens do ribeirão Garcia.
Heinrich Hosang

Além de trabalhar na terra de seu lote colonial, como o faziam todos os primeiros colonos. Pois tinham que garantir o sustento da propriedade e a alimentação básica, também teve outra ideia inédita na Colônia Blumenau. Montou uma fábrica de cerveja – ofício que conhecia muito bem, quando ainda morava no ducado de Brunswick - Alemanha.
Em 1860, mudou-se para a atual rua São Paulo, construindo sua residência aos fundos de sua cervejaria. Neste tempo casou com a moça - Helene Friederike Henriette Brandes. Neste ano a Colônia Blumenau possuía em torno de 190 famílias.
José Ferreira da Silva deixou registrado em um, de seus muitos textos, que Heinrich Hosang, adquiriu um terreno de 150 geiras, no valor de 450$000, pagos a vista.
A Cervejaria Hosang foi a primeira cervejaria na Colônia Blumenau e pioneira. Outras surgiram, mas nunca foram concorrência para a tradição da Cervejaria Hosang que se desenvolveu muito nos anos seguinte. Era a marca preferida do comércio local.
Antigas garrafas de cerveja alemãs - Em muitas família das
 primeiras décadas da colônia eram  encontradas este tipo de 

garrafas, as quais eram abastecidas pelo cervejeiro
Heinrich Hosang e Dona Helene tiveram cinco filhos. A primeira, foi Elisa Hosang (Casou com Alvin Schrader), o segundo foi o Otto (Casou com Henrica Gustava Clara Odebrecht) depois veio a Clara (Casou com o Conde Von Wetarp), e ainda o Francisco (Casou com Ana Maschke). Finalmente, nasceu a Helena (Que casou com Hermann Schosland).
Helene Brandes - Noiva do  Heinrich Hosang
Nasceu no dia 20 de outubro de 1838









Otto Hosang  foi residir em Timbó e abriu a sua própria cervejaria.
Heinrich Hosang trabalhou até os últimos tempos de sua vida, produzindo cerveja. Faleceu no ano de 1888, com 60 anos de idade.
Deixou grande montante documental sobre a arte de fazer cerveja para seus herdeiros, como também, o livro de registro de vendas de cerveja, de 1880 a 1881, a comerciantes e particulares locais onde há dados curiosos sobre os consumidores da cerveja, naquela época.
O livro da Sociedade de atiradores, que estava sob os cuidados do Francisco Lungershausen, publica que o consumo em um ano foi de 7722 garrafas de cerveja da fábrica Hosang, fora outras marcas consumidas. Outro consumidor assíduo da Cerveja Hosang foi o Maurício Holetz, proprietário do Hotel Holetz. Adquiria aproximadamente 300 garrafas mensais.

Alguns nomes que revendiam a cerveja fabricada por Heinrich Hosang: Reinhardt, Fernando Schrader, Henrique Probst, Sutter, W. Scheeffer. Victos Gaertner, Paulo Hartamann, Stein, Wegener, Beyer, Fiedler, Assenburg, Rabe, Schreiber, Paupitz, H. Kestner, H. Hering, Guilherme engelke, Jens Jensen, entre outros.
Após a morte de Heinrich Hosang, os trabalhos foram feitos por Helene Hosang e o filho Otto Hosang, que mais tarde mudou-se para Timbó e em 1898. Francisco Hosang e o genro – Hermann Schossland associados, passaram a dirigir a cervejaria sob a razão social de Schossland e Hosang. Otto Hossang estudou química na Alemanha.
Em 1906, Francisco Hosang assumiu sozinho a empresa e ficou no seu comendo até 1923, quando ficou doente e não pode mãos tocar os negócios do pai. Fechou a Firma. Vendeu todas as instalações, maquinário, vasilhames à empresa Bock de Nova Breslau – atual Presidente Getúlio. Localidade, sobre a qual estamos captando dados e informações para escrever sobre sua história.
Está registrado em relatórios de Hemann Blumenau, que a colônia possuía cerca de 10 fábricas de cerveja, durante suas primeiras décadas de história, sendo que a primeira foi construída por Heinrich Hosang, cujo nome é nome de uma das ruas de Blumenau situada no Bairro Victor Konder.

 (Para ler sobre o Bairro Victor Konder - clicar sobre Um Passeio pelo Bairro Victor Konder.
Curiosamente o Heinrich Hosang nasceu no ano de 1828, migrou para Colônia de Blumenau em 1858 e faleceu no ano de 1888.
Está sepultado no Cemitério Luterano do Centro de Blumenau.

Personagens da História de Blumenau...

Observamos que, até os dias atuais, algumas marcas de Bier, ainda são engarrafadas na Alemanha como aquelas, feitas na Colônia Blumenau do século 19. Prática trazida de lá para a região, como também, também vem fazendo algumas marcas de cervejas artesanais  da região.

Da cidade de Speyer
Cervejaria Domhof

Foto de Karl Beinhofer - Baviera


Leituras Complementares: 

  1. Cemitérios - Local de visitação e História
  2. Schützengesellshaft Blumenau
  3. Banda Cruzeiro e sua história - A Banda mais antiga
  4. Um passeio pelo Bairro de Itoupava Seca 
  5. Homenagem ao Imigrante - Dia 25 de Julho - Blumenau
  6. Primeiro Núcleo Urbano de Blumenau - Stadtplatz
  7. Gastronomia - Kochkaese
  8. História Schützenfest
  9. Stammtisch - Origem e Tradição



Nenhum comentário:

Postar um comentário